Fracassei. E agora?

Seja bem vinda e seja bem vindo ao vlog Eu Posso, Sim!

Hoje é um dia especial, pois vamos falar…

(som de choro de bebê…)

Eu sei, eu sei… é triste… e tem tanta gente chorando também, você não está só, certo? Fica quietinho, bebê.

Certo, hoje vamos falar sobre o…

(som de choro de bebê…)

Olha, você pode chorar, mas eu vou falar sobre fracasso!

#Prontofalei!

Em minhas aulas presenciais, gosto de perguntar o que a turma entende por “fracasso”. E, praticamente, toda a turma concorda que fracassar é perder, é falhar.

Então, na sequência, eu pergunto: e como vocês se sentem quando fracassam? Mais uma vez, praticamente toda a turma demonstra com palavras, face e corpo como o sentimento é desagradabilíssimo.

O que minhas turmas expressam é o que nossa cultura ensinou e você deve ter esses mesmos sentimentos ao se deparar com uma situação em que está a fracassar. Alguns ainda incrementam a resposta com a palavra “frustrante”. Natural, não é?

Não, não tão natural assim. Natural é aquilo que tem a ver com a “natureza” e esse sentimento que temos foi aprendido com nossa cultura.

Nós, você e eu (e outros que ainda virão), quando crianças escutamos cerca de 15 nãos para cada sim. Fomos condicionados a não tentar para além da primeira barreira. Fomos condicionados a nos sentir mal diante da primeira barreira. Na infância, esta barreira era a voz de um adulto. Quando adultos, são os limites sociais.

E você pode dizer: “discordo que isso seja cultural, pois…” e eu te interromperia com a seguinte frase do Michael Jordan:

“Errei mais de 9.000 cestas e perdi quase 300 jogos. Em 26 diferentes finais de partidas fui encarregado de jogar a bola que venceria o jogo… e falhei. Eu tenho uma história repleta de falhas e fracassos em minha vida. E é exatamente por isso que sou um sucesso.” (Michael Jordan)

O maior jogador de basquete, um fracasso total! Contraditório, não?
Não, não é. Para isto, convidei para este post, dois grandiosos homens de sucesso da História Humana. O primeiro deles é o Henry Ford, o criador da Ford Motor Company. Ele disse certa vez que

“O fracasso é a oportunidade de começar de novo com mais inteligência e redobrada vontade”. (Henry Ford)

E para fechar esse raciocínio com chave de ouro, trago o maior exemplo de persistência que conheci até o momento, um homem que falhou persistentemente durante mais de um ano, dia após dia, para conseguir inventar a lâmpada elétrica, Thomas Edison:

“Uma experiência nunca é um fracasso, pois sempre vem demonstrar algo”. (Thomas Edison)

Trouxe estes três exemplos para a gente perceber que o mundo não está tão prontinho e acabado como mais de 75% da população mundial acredita que é. A mudança está inerente a você que vive e que deseja conquistar seu sucesso.

A primeira coisa que você terá que fazer é remodelar sua mente para que ela se volte para o sucesso analisando e reconhecendo os benefícios do fracasso.

Fracassar é o modo mais rápido de obtermos um aprendizado profundo. E com este aprendizado uma nova ação pode ser tomada.

Convido você a errar bastante. Erre, erre muitos erros diferentes e chegará o ponto onde ficará mais difícil errar.

No primeiro e segundo post do vlog eu demonstrei como as convicções ou crenças absolutas nascem e como derrubar as crenças que limitam. Você pode acessá-los aqui e aqui se for necessário a você.

Antes de finalizar este post, quero presentear você com o e-book “Como Transformar Sonhos em Ouro: seis passos para a transmutação do desejo”. É só acessar a aba “E-Book Grátis” e baixá-lo. Em troca, peço somente o seu nome e email.

Deixe comentários aqui no vlog Eu Posso, Sim!, eles são muito importantes para mim, acredite.

Até semana que vem!

Anúncios

3 comentários sobre “Fracassei. E agora?

  1. Pingback: O Segredo dos 5 Comportamentos do Sucesso | Eu Posso, Sim!

Compartilhe seu conhecimento ou deixe suas dúvidas aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s